Review – Revista Car and Driver (EUA)

No início de 2007 resolvi me arriscar e assinar a revista Car and Driver norte-americana. O preço, para os padrões brasileiros era de se duvidar: 10 USD por 14 meses (desses são dois grátis) e mais 8 USD de frete. Algo inconparável com em preços com uma Quatro-Rodas da vida, a qual também sou assinante.

 Pois tomei coragem e fui em frente.

Os sites americanos em geral são muito simples. Ao preencher o formulário, você coloca seu país, mas não tem onde colocar seu estado, já que este é um combobox onde apenas aparecem estados dos EUA (e em alguns casos do Canadá também). Tem que ser criativo e usar a segunda linha de endereço para colocar coisas que não couberam, como estado e também o CEP, que não dá para colocar algo maior do que 5 dígitos.

Aqui estamos acostumados com telas de confirmação, muitos termos para aceitar e etc. Ali, na mesma página em que você entrou ao ser chamado por um banner, já consta de forma simples os preços, condições, e formulário, tando de dados de entrega quanto de pagamento (apenas cartão de crédito internacional). Ao dar OK, não tem choro. Está feito!

 Se precisar entrar em contato, basta ligar pelo Skype (o Skype não cobra para ligações para 1-800) ou mandar e-mail. Eles são bem eficientes no atendimento. Obviamente todo o contato é em inglês.

Existe sim um ponto negativo. Demora cerca de 3 meses para chegar a primeira edição. Mas depois disso, as revistas costumam chegar em uma velocidade excelente, ao final do mês anterior ao mês da edição de capa.

Já aconteceu comigo de de não vir uma edição, uma atrasar muito e uma vir levemente rasgada. Reclamei, e sem ter que dar muita satisfação, tive minha assinatura aumentada não para mais 3 meses, mas sim 4.

Isso me fez não somente renovar a assinatura, quanto também assinar também a revista Elle Decor, que é da mesma editora.

Com relação ao conteúdo, a Car and Driver é de fato muito boa. É muito rica em detalhes técnicos, apresentando sempre a força G suportada pelo carro nas curvas, algo que há muito tempo não se vê mais aqui.

Em qualidade de brilho e papel, perde para a Quatro-Rodas, bem como na qualidade das propagandas. Propagandas de grandes empresas são muito boas, mas existem muita propaganda daquelas de poluir o visual com cores gritantes, e coisas esquisitas como tratamento para impotência sexual e dispositivos anti-radar.

Pode-se pensar de certa forma que isso é de fato uma democracia mais a frente, onde a revista se dá esse direito de não ficar censurando muito seus anunciantes.

Pelo preço, atendimento, custo-benefício e qualidade técnica vem a pergunta, vale a pena? Sim, não há melhor na minha opinião.

5 estrelas

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>